12.11.04
Sentado na areia olha o mar. O verão já passoi há muito. A praia está deserta. O vento frio irrita-o. Fecha a mão num pouco de areia. Inclina-a e vê a areia a passar-lhe pelos dedos. Tantos planos, tantas ideias - o futuro já estava feito, antes mesmo de...
Levanta-se e caminha até à água.
Grita contra o fado, destino, pathos, o que quer que seja que lhe estragou a vida. Fica ali parado durante alguns minutos. O vento seca-lhe o rosto.
Baixando-se agarra em mais alguns grãos de areia. Abre a mão e vê o vento sacudi-los. Olha para a mão e sorri. Há grãos de areia que não foram levados pela força eólica.
"Vou ser um destes grãos de areia, seguro apesar da violência das circunstâncias."
publicado por wherewego às 11:26

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Novembro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15
16
18


28


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO