22.04.06

Batman escrito por Steve Niles é sempre uma boa notícia.Posted by Picasa
publicado por wherewego às 18:25

21.04.06
Necessitamos de sair, viajar, conhecer novas pessoas, costumes e locais.
Aqui, ao lado direito têm novos links.
Divirtam-se!
publicado por wherewego às 10:26

20.04.06


24 Posted by Picasa
24 é uma das minhas séries favoritas! Já vai na 5ª e até agora tenho-as todas. Já não sei dizer de qual é que gostei mais, a verdade é que são todas iguais e ao mesmo tempo diferentes.
24 vê-se como uma telenovela, mas tem mais acção. Depois de ver a 1ª já sabemos o que vai acontecer, não sabemos é como e quando.
Confesso que irrita a quantidade de traidores existentes nas cúpulas do poder. São muitos, demasiados. Em 5 séries 24 já assitiu a uns 8 directores da CTU LA (8, e o número é de cabeça).
Por outro lado, as mortes, alterações (twisters e cliffhangers) narrativas fazem de 24 uma vencedora, isso e a razia que o elenco original tem assistido.
Enfim, a 5ª série não vos deixará desiludidos, embora já esteja farto do actual presidente...
A conferir...
Ah! Julian Sands é um dos maus da fita! Agora convenci-vos, não?
(PS: metade do pessoal vai à net ver quem é o Julian Sands...Tsch tsch...Warlock, meus amigos, Warlock)
publicado por wherewego às 18:53

Quem me conhece sabe que gosto de vampiros. E gosto bastante da novela gráfica (BD!BD! Mas assim é mais pomposo) 30 Days of Night.
Recentemente vi o Drácula de 1931 com Bela Lugosi e admito que foi uma desilusão, mas mais tarde falaremos disso.
Aqui fica um desenho do Ben Templesmith com um vampiro parecido com o Max Schreck (será que é assim que se escreve?).
publicado por wherewego às 18:36

19.04.06
Há pessoas que ou são cegas, parvas ou pouco sérias.
Este senhor, Luís Guilherme, é uma destas coisas:

«Há pessoas que ainda não perceberam que as coisas têm de ser diferentes e não podem levantar suspeitas numa altura como esta. Por isso, vamos solicitar à Comissão Disciplinar que abra um inquérito para perceber melhor o que o treinador do Vitória de Guimarães quis dizer», prosseguiu o presidente da Comissão de Arbitragem, que descarta a possibilidade de os árbitros «acusarem» as declarações de Vítor Pontes: «Os árbitros portugueses sabem onde estão inseridos e estão preparados para este tipo de pressões.»Até porque, segundo referiu, «no que diz respeito à arbitragem, o campeonato teve verdade desportiva, agora claro que a competição não está isenta de erros, quer por parte dos árbitros quer de outros agentes desportivos».
A notícia completa está aqui.
Amigos, o futebol português está nas ruas da amargura.
Os preços exorbitantes dos bilhetes, o excesso de estrangeiros medianos, a pouca alegria com que se joga e se treina em Portugal, as equipas ficam felizes em empatar ou jogar para o empate! E depois a arbitragem...
Erros como o desta semana (Paços de Ferreira) e outros não são acidentes de percurso, são o pão nosso de cada dia. Acho bem que se defenda a arbitragem, mas não deste modo. Os jogadores, os treinadores e dirigentes são castigados e multados, enquanto os árbitros fazem o querem e ficam impunes.
Por alguma razão é a justiça (não desportiva) que está a investigar a arbitragem, e possivelmente irá ficar em águas de bacalhau, mas manter o teatro como está e culpar os outros pelos problemas parece-me demais.
Humildade, zelo, senso comum são algumas das características que o presidente da Comissão de Arbitragem da Liga deveria ter. Pelo menos o próximo...
publicado por wherewego às 19:16

Com a vitória no campeonato Adriaanse cala algumas críticas, mas não as consegue calar totalmente.
Continuo a achar que Adriaanse não é o treinador acertado, continuo a achar que o Porto tem/tinha o melhor plantel da Primeira Liga e este foi muito mal aproveitado.
Adriaanse dependeu (com sucesso, aceite-se este facto) de Quaresma e Peixoto, e dum meio campo destruidor, mas muito pouco construtivo. Aliás, é esta a principal falha e queixa que tenho a apontar a Adriaanse.
O meio campo do Porto defende bem, destrói muito, mas constrói nada.
E isto quando tem no plantel Ibson (que é muito mais ofensivo que Meireles - nos últimos encontros deu a marcar ou marcou mesmo), Anderson (que depois de fazer um jogo em que passa 2 vezes para golo nunca mais é convocado), Diego (de quem eu não gosto, mas que pode fazer maravilhas com a bola) e talvez mais um ou outro de que não me estou a lembrar.
É esta a raiz do falhanço redondo na Europa, este ano e para o ano que vem.
Uma coisa (entre muitas) que não entendo é a forma como as convocatórias são feitas, aparentemente as prestações nos jogos só têm valor quando são más, quando são positivas não têm qualquer relevância. O Ibson perdeu a titularidade por não ter jogado nada (pelo que dizem) num jogo para a taça, depois de se fartar de jogar para o campeonato. Tem aparecido em muito bom plano, mas...não chega.
O Anderson entrou no primeiro jogo e nada se viu ou quase nada, continuou a merecer o apoio do treinador, até...fazer duas assistências, a partir daí não entra nas convocatórias.
Com este treinador sairá o Diego, mas este Anderson também não ficará cá muito tempo, e o Jorginho andará pelas laterais, se tanto...
Para quê médios criativos se o futebol pensado pelo holandês não os leva em conta?
A acreditar nos jornais, há o interesse do FCP em João Paulo do União de Leiria!
Até tremo em pensar numa dupla ou numa linha atrasada com Pepe e João Paulo, ai ai...
Enfim...Sonkaia foi uma nulidade, Cech é um bom jogador e vamos a ver quem são os próximos escolhidos pelo dedo de Adriaanse.
Por mim, é tempo de black-out, enquanto Adriaanse estiver no Porto eu deixarei de escrever (e de ver, pelo menos tantos jogos) sobre o meu clube. Simplesmente falta-me a paciência e o tempo, já que material não faltará concerteza!
publicado por wherewego às 11:29

18.04.06
Aqui no blog parece que 2 ou 3 linhas chegam para descrever os mapas das nossas viagens literárias, o que realmente é pouco e nem chega para aguçar o apetite.
Ando, neste momento, em dois universos diferentes.
Leio o Planisfério Pessoal de Gonçalo Cadilhe, um relato da sua volta ao mundo e Bartleby & Companhia de Enrique Vila-Matas sobre a Não literatura, ou melhor sobre os escritores que quiseram deixar de o ser, ou lutaram para evitar sê-lo.
Dois prazeres. Distintos, mas prazeirosos, assim como o Donkeys dos Tindersticks que me serve de banda sonora enquanto escrevo.
Gonçalo Cadilhe veste a pela de aventureiro num tempo em que o que conta é a rapidez com que se chega a um lugar. Gonçalo decidiu viajar por terra e mar e não pelo ar. É uma viagem com pessoas dentro, com V de viver e viajar, com T de troca, com R de relacionamentos.
Tem sido um prazer ler o conjunto de crónicas anteriormente publicadas pelo e no Expresso (na Revista Actual).
Pequenas histórias, experiências, vivências que nos levam a ter um pouco de inveja. O viajante não é só aquele que vai até certo sítio, é aquele que vive, experiencia e aprende com o que vive.
Gonçalo, posso tratar-te por tu? Viaja pelo nosso Portugal e lavra-a em livro, gostaria de ler sobre o resultado.
Enrique Vila-Matas, do qual comprei 6 livros na Bertrand por 20 Euros (na Fnac conseguem por 18!!!), trata em Bartleby & Companhia dos Não escritores, da Não literatura. Daqueles que lutaram para deixar de escrever, ou que tentaram esquecer que já tinham escrito.
Porque tudo já tinha sido escrito, porque o tio Celerino tinha morrido (e era ele quem lhe contava as histórias), porque os móveis não escrevem (e alguns se sentiam móveis), entre tantas outras razões...
Bartleby é uma viagem ao cerne da lietratura, ao coração desta, questiona a alma dos que lêem, mas também dos que escrevem ou decidem não fazê-lo.
A pergunta porque ler dá lugar à pergunta porque escrever, para quê? Longe da economia de mercado e das leis económicas que regem o mercado livreiro Vila-Matas desnuda a escrita, o humor e o desespero de quem ama as letras.
Enfim, 2 viagens. A dois universos e por meios de transporte bem diferentes.
2 viagens. 2 Bandas sonoras diferentes, já que os Tindersticks deram lugar a um concerto de Leonard Cohen.
Agucei o apetite? Espero que sim...
Quem tem fome, coma!
(Faltam umas passagens de cada livro para aguçar o apetite, mas espero colocá-las em posts autónomos)
publicado por wherewego às 10:34

Temos um provérbio que diz qualquer coisa como procurar uma agulha no palheiro, num livro americano leio uma versão do mesmo, procurar uma agulha no palheiro sem saber onde se esteve a coser.
publicado por wherewego às 10:32

16.04.06
As prendas de anos não foram muito variadas...deram-me dinheiro e pouco mais.
Um comboio que ainda não comecei a montar (mea culpa); o Planisfério Pessoal do Gonçalo Cadilhe (texto a postar em breve), um livro do Paul Auster, Chocolate Preto (nham nham) e 6 livros do Enrique Vila-Matas (mais um texto a postar).
Comprei a 3ª série do West Wing (excelente) e espero que a data do lançamento da 4ª Série esteja correcta (esta 6ª Feira)!!!
publicado por wherewego às 23:07

Foi bom estar (e continuar mais uns dias) de férias.
Mas o tempo eclipsou-se, pelo menos no que diz respeito ao blog. Tenho textos escritos à quase uma semana ainda retidos na folha de papel.
Pode ser que na 3ª Feira se soltem, já que amanhã vou estar com uns amigos meus...em Ponte de Sôr.

Hoje tou demasiado cansado para escrever muito mais.
publicado por wherewego às 23:05

mais sobre mim
Abril 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

17

23
24
25
29



arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO