11.10.06
Opinião que vale o que vale, e que será, possivelmente, nada. Mas, mesmo assim...
Não vi o jogo de Portugal, e deparei-me com o resultado quando cheguei a casa. Aliem a isto o meu quase ódio a Scolari (ódio no sentido de ódio de estimação, não vou à bola com o nosso seleccionador, e pronto!) e já têm uma pequena ideia do conteúdo desta pequena diatribe.
Não sei como a selecção jogou, já li que mal...
Mas, isso não me admira. Vi poucos bons jogos do Portugal de Scolari. É verdade que temos ganho, mas...jogado bem? Muito pouco, mas também não é isso que interessa.
Há dias Scolari dizia que queria 4 pontos, se viessem 6 era muito bom, mas 4 chegavam. Vamos tentar ganhar, mas se for preciso também nos fechamos bem fechadinhos, comentou o nosso seleccionador.
Nunca gostei de treinadores que falam desta maneira, pelo menos em relação a equipas mais fracas. Podemos perder, mas vamos para ganhar. Couceiro é um mais exemplo em quase tudo, mas depois dos erros e da desgraça de há uma semana construiu uma equipa para a vitória. Só o conseguimos fazer em casos destes? De vergonha e anseio nacional?
Um treinador, qualquer que seja ele, não deve ter o discurso (cauteloso, dirão uns, cobarde, digo eu) que teve. Mas, nem é a primeira vez. Temos ganho sem jogar nada. Hoje perdemos da mesma forma. Perdemos na atitude e na antevisão do jogo, fomos derrotados pelo derrotismo balofo.
Mas, quem sou eu para criticar mestre Scolari?
Pois...o problema é esse.
publicado por wherewego às 23:46

Depois da bica cheia e da "italiana", chegou ao mundo dos cafés mais uma inovação...
Um indivíduo, chega a uma pastelaria e diz:
- Quero um café à Benfica!
O empregado, estupefacto, pergunta: - À Benfica?? Como é que eu tiro isso?
- É fraquinho, muito fraquinho...
publicado por wherewego às 23:44

Os professores são heróis anónimos, meu amigo. Trabalham muito, ganham pouco. Semeiam sonhos numa sociedade que perdeu a sua capacidade de sonhar. (pág.45)

Quem se preocupa em alicerçar o eu através da arte de pensar nesta sociedade superficial? Até nas universidades se bloqueia o eu, bloqueia-se a capacidade de decidir. Milhões de estudantes preparam-se para actuar no mundo exterior, mas permanecem crianças no mundo interior –digo indignado o génio. (pág. 64)

in Cury, AugustoA saga de um pensador, Pergaminho
publicado por wherewego às 23:42

mais sobre mim
Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
16
19
21

23
24
25
26

29
30


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO