14.10.08
Sidney, não na Austrália, mas no Seixal ou no Estádio da Luz.
Nunca li nada efectivo do discurso do jogador, só vi os títulos. Mas a quantidade de notícias, capas e entrevistas com um jogador parece-me excessivo.
Principalmente quando a mensagem é uma: Somos os melhores.
Mantra Jornalística?
publicado por wherewego às 12:07

13.10.08
O humor é feito de expectativas, e de gostos. Já agora de capacidade de previsão.
A verdade é que o hiato de um ano de Gato Fedorento tinha deixado um vazio enorme, pelo menos até começar Os Contemporâneos.
O humor é igual? Não é... O formato é diferente. O estilo é diferente. E neste momento os soquetes de Os Contemporãneos são menos expectáveis, menos lógicos.
Confesso que nunca adorei os Gato. Fui gostando. Sempre achei que tinham mais piada com pouco dinheiro, do que com muito. Na RTP havia dois ou três sketches com piada, era uma questão de arranjo do produto final.
Na SIC não há o peso da audiência, essa acaba por aparecer. Quando se lembrarem de lá colocar o Camilo, então serão vencedores.
Ontem foi complicado. Achei duas ou três ideias muito boas, mas o produto final fraquinho (e deve ter sido dos poucos programas em que o não apelidaram de tal).
Claro que a pergunta coloca-se: é Zé Carlos um mau programa de humor? Não, não é. Comparado com os programas de humor da restante tv portuguesa, de modo algum.
Mas se calhar sofre com o peso de toda uma cartilha humorística já produzida por eles.
É constrangedor quando eu adivinho a punch-line, e ontem aconteceu várias vezes. O humor socorre-se desse facto. Inovar. Enganar. Adiar o esperado. Ontem aconteceu poucas vezes.
Que me desculpem os fãs, mas neste momento prefiro Os Contemporâneos.
Para que conste, eu gostava de não preferir nenhum.
publicado por wherewego às 11:04

09.10.08
Era tão sorridente, estava sempre lá, nunca o ouvi queixar-se do trabalho, ainda que fosse sempre o mesmo, chato, chatíssimo. Mas ele estava lá, sempre com um sorriso na boca.
Não era uma pessoa, era um cartão. Agora que penso nisso, era um sacana de um cartão que sorria sempre que eu gastava dinheiro. O filho da mãe estava sempre lá, a rir-se de mim, enquanto a conta decrescia.
Sempre com uma atitude pedante. A apontar para as teclas, como se eu fosse uma besta quadrada. E de vez em quando, com um ar falsamente triste, a dizer que não há dinheiro. Não tenho. Ou seria, não te dou?
Pensando bem... é bom que não te volte a pôr a vista em cima.
Uma dúvida assalta-me a mente. Ó palhaço, reformaste-te ou morreste? Nem uma carta de despedida? Nem um sorriso trocista?
É bom que não te volte a pôr a vista em cima.







publicado por wherewego às 14:15

A semelhança física por vezes é desconcertante.
Ontem, reparei que a voz de Baptista Bastos é parecidíssima com a de Vasco Pulido Valente.
Será do tabaco?
publicado por wherewego às 14:02

-O que vais fazer?
-Ligar a televisão!
Ela amua, ele percebe que ela precisa de atenção. Não liga a tv.
Uma hora depois, na cama, ele estica-se na direcção de um livro.
-O que vais fazer?
-Ler!!!
-Ler?
-Sim, senão fico estúpido...
-Ficas estúpido? Só ao pé de mim, a falar comigo?
-Ao pé de ti nunca fico/sou estúpido.
publicado por wherewego às 13:45

07.10.08

Falem uns com os outros para não ficar com muitas. Bem, se forem de cores diferentes...
publicado por wherewego às 12:46

Zé Carlos foi esperado com antecipação. A mim desiludiu-me.
Talvez pelo hype, talvez pelo ano de espera.
Talvez porque o humor de Os Contemporâneos me diga mais, na maior parte das vezes.
O humor dos Gato tornou-se, dentro de si mesmo, bastante natural e evidente. Já sabemos qual é a piada, depois de nos ser dado o contexto.
E, claro que é subjectivo, nem houve grandes momentos. Duas ou três grandes piadas, pouco mais. As músicas correram bem, mas não me lembro de mais nenhum grande momento.
Neste momento, anseio mais pelos Contemporâneos. Mas nada como esperar pelas próximas semanas.
publicado por wherewego às 11:43

Não há jogos iguais. Mas não deixa de ser interessante que o Porto apanhe as equipas com quem o Benfica joga na jornada anterior. O que é interessante para a análise das prestações das duas equipas.
Se o Benfica teve dificuldades com o Paços, o Porto desenvencilhou-se melhor. Ontem, o empate é simpático para os encarnados, mas não deixa de dar algumas dores de cabeça aos Portistas. Que bem que jogam estes tipos de Matosinhos. PArabéns a José Mota.
publicado por wherewego às 11:39

02.10.08
Desfolhar e ler o novo nº1 da Premiere.
publicado por wherewego às 13:16

Prémios Nóbeis de Literatura americanos?
Demasiado fechados, diz um dos membros do júri.

Concordo com o sr. quando diz que o mercado americano está quase fechado a escritores estrangeiros. Assim como o cinematográfico, o discográfico, etc.
Se isso é obrigatoriamente algo mau...dependerá do ponto de vista.

Fico à espera de ler as opiniões de alguns blogs ligados à literatura.
publicado por wherewego às 13:11

mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15
17
18

19
20
21
24
25

26
27
30
31


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO