22.10.06
-Como é que vai, avô?

-Mal, mal...
Para quem tinha uma vontade de viver e uma alegria na vida, a resposta é sempre a mesma. Nunca está bem, há sempre alguma dor, alguma maleita, alguma desconfiança que lhe atrasa a saúde.

No final do almoço, pergunto-lhe se quer um golinho de licor...já não ouve mais nada, se do de mel, se do de alfarroba, que sim, que sim...

Meio copinho, meio dedal é o que se lhe dá, por causa da medicamentação. Por uns breves instantes, o "-Mal,mal..." desaparece. Por uns breves instantes, está tudo bem, a cabeça esquece as maleitas, mas só por um breve espaço de tempo.
publicado por wherewego às 22:43

mais sobre mim
Outubro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
14

15
16
19
21

23
24
25
26

29
30


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
blogs SAPO