22.10.04
Ao lado dela os carros passam numa correria desenfreada.
Pensa na sua vida. Está farta dos pais, sempre a ditar ordens. Do namorado que só lhe liga quando quer. De procurar emprego, sem sucesso. Dos amigos que desaparecem quando ela precisa deles. Olha para o céu. Vê o sol e a lua. Duas crianças passam por ela, a correr e a brincar seguidas por um cãozito. Recebe uma mensagem no telemóvel. Uma amiga diz que está lá para o que for preciso. Sorri. Há tantas razões para viver. Avança em direcção à estrada, ouve o apito e é atropelada pelo táxi. Chega já morta ao hospital.
publicado por wherewego às 22:29

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Outubro 2004
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
13

20
21

25
26
27
30

31


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO