09.10.08
Era tão sorridente, estava sempre lá, nunca o ouvi queixar-se do trabalho, ainda que fosse sempre o mesmo, chato, chatíssimo. Mas ele estava lá, sempre com um sorriso na boca.
Não era uma pessoa, era um cartão. Agora que penso nisso, era um sacana de um cartão que sorria sempre que eu gastava dinheiro. O filho da mãe estava sempre lá, a rir-se de mim, enquanto a conta decrescia.
Sempre com uma atitude pedante. A apontar para as teclas, como se eu fosse uma besta quadrada. E de vez em quando, com um ar falsamente triste, a dizer que não há dinheiro. Não tenho. Ou seria, não te dou?
Pensando bem... é bom que não te volte a pôr a vista em cima.
Uma dúvida assalta-me a mente. Ó palhaço, reformaste-te ou morreste? Nem uma carta de despedida? Nem um sorriso trocista?
É bom que não te volte a pôr a vista em cima.







publicado por wherewego às 14:15

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
15
17
18

19
20
21
24
25

26
27
30
31


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO