23.12.06
E lá fui eu, e o Nuno, ao cinema. Ainda ficámos indecisos: 20,13 ou Deja Vu?
Optámos pelo último, era meia hora mais tarde.
Deja vu é o mais recente filme de Tony Scott, irmão de Ridley Scott e realizador de Homem em Fúria (também com Denzel Washington), Jogo de Espiões, Dias de Tempestade e Top Gun, só para mencionar alguns.

O filme descreve-se com alguma facilidade e, ao mesmo tempo, dificuldade.
Assistimos a um atentado à bomba, em Nova Orleães, à destruição e mortes e através da personagem de Denzel (Carlin) ao início da investigação. O que começa por ser uma simples investigação, nos moldes tradicionais, acaba num projecto secreto que permite ver o que aconteceu à 4 dias e algumas horas atrás.
Será que é possível alterar o passado? É o tempo fluído? Há uma ou mais realidades? Conseguiremos descobrir o culpado? Estas são algumas das perguntas feitas ao longo do filme.
O filme não é ciência pura e dura, algumas das opções feitas são discutíveis (opções no que diz respeito à alteração temporal, entenda-se) mas vê-se bem; não é tão duro e dorido quanto Man on Fire, é mais comercial, mas não desliza no facilitismo geral. Talvez por isso, transmita por vezes uma sensação de deja vu, ainda que não em demasia. Estava à espera de um filme mais preenchido por clichés, falha o final, mais deja vu é difícil, mas por que outro final se optaria? Ficamos com algum amargo de boca, mas outro final afastaria alguns milhares de espectadores.
É um filme que não sendo nada de novo, vê-se muito bem. Eu que já não via um filme, no cinema ou não, há muito tempo deixei-me embalar por este Deja Vu e descontraídamente descansei na cadeira do cinema.
Resumindo, posso considerá-lo um bom filme de acção inteligente, bem realizado, com alguma previsibilidade final, mas que consegue o seu objectivo.

Antes de me ir deixem-me só chamar a atenção para Jim/James Caviezel, não deixei de sentir a ironia do papel de Caviezel.
Caviezel tem aqui um papel paradigmático em relação a dois já interpretados.
Depois, de em A Paixão ter sido Jesus, o salvador do mundo, encarna, aqui, mais uma vez, uma espécie de salvador humano, dorido e que nos leva a novas (ou não tão batidas) interpretações sobre o terrorismo, o que salta à vista é a contenção na construção da personagem.
Depois, acaba por encarnar uma personagem contrária à interpretada em Frequência, filme em que ajuda (com 30 anos de distância) o pai a não ser morto. Não deixa de ser interessante que a personagem de Frequência é análoga à de Denzel Washington em Deja Vu.
Não sei se os produtores, realizador e equipa de casting tiveram isto em conta, mas achei extremamente interessante a análise destas três personagens, a partir de um mesmo actor. Um grande actor, já agora.
Se quiserem fugir aos filmes infantis, à história de Natal e às comédias Deja vu é uma excelente opção. Poderá perder audiência por estrear nesta altura, em que os corações estão mais virados para outros estilos, mas...aconselho vivamente.
publicado por wherewego às 12:00

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Dezembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
16

17
19
22

24
25
29
30

31


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO