17.09.06
Eu nem ia escrever, há já algum tempo que tenho guardado o Domingo, e em termos de blogue, este tem sido o dia de descanso (mesmo quando não escrevo todos os dias).
Mas, pronto...não resisti.
Queria deixar dois pontos em relação à aula de teologia do Papa, na Alemanha, esta semana - ya, aquela da guerra santa.
Por um lado, parece-me excessiva a rapidez com que nos colocamos de joelhos e pedimos desculpas aos muçulmanos. Se alguém diz alguma coisa acerca do Islão, toda a comunidade internacional arrepia caminho e pede desculpa. Toda a comunidade internacional e, pelo menos, a esquerda portuguesa, elevada no seu orgulho a repisar toda a cultura cristã ocidental bárbara e sanguinária que durante imensos séculos destruiu e matou imensos árabes.
Give us a break! E quando eles batem palmas e disparam as metralhadoras porque duas torres caíram (não devem ser só eles, admito que alguns membros da nossa esquerda também o façam, mas pronto...) o que fazemos nós? Nada, coitadinhos, foram os tolos, ou pelo menos os extremistas...
Fora de brincadeiras, não vos parece que a reacção proveniente dos diversos países árabes tem tudo de legítimo, mas também legitima as palavras do Papa? É que eles estão a reagir da forma como o Papa descreveu e que tanto os atingiu.
Por outro lado, é-nos pedido (sociedade em geral, cristã e laica) uma atitude de tolerancia. Se dizemos, escrevemos ou desenhamos alguma coisa contra o Islão somos barbaramente criticados (e não digo que sem razão, atenção). Quando o contrário acontece estamos a ser tacanhos. Quando alguém se ofende com um "soquete" que atinge a fé cristã (eu ia utilizar o Herman como exemplo, mas há muito que o humor do Herman deixou de ser exemplo, o que é pena), então temos de deixar de ser tacanhos...
Porra, então eu estou sempre a ser tacanho? Há vários pesos e medidas (eu sei que há!)?
Sabemos quem financia as Al Quaedas, afinal somos nós quem os sustentamos, através do petróleo, mas a esses não criticamos. Gostamos de criticar o Papa, quem é ele para ter dito o que disse? Talvez, nem com tanta razão assim...
Mas, por favor...desculpem lá - cresçam.
Cresçam todos (os de esquerda e de direita, os cristãos e muçulmanos, os ateus e suicidas, os que não têm nada para fazer, e os que só dizem mal).
Cresçam...há gente a tentar viver.
publicado por wherewego às 20:11

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



mais sobre mim
Setembro 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10

22

25
29
30


arquivos
2011:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2010:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2009:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2008:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2007:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2006:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2005:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


2004:

 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12


pesquisar
 
comentários recentes
"Pandev nao mentiu" "Pandev no mintió"
Jornalistas desportivos madrilenos desrespeitam DI...
Don Andrés Amorós Guardiola.....¿Mourinhista?
forcinha amigo :)
se calhar eles arrumam as coisas por secções: mass...
olha que tu também tens as tuas taras a arrumar co...
Já eu tenho no policial um dos meus géneros de ele...
Policiais nunca foi algo que me atraísse muito par...
Na minha opiniao, investir em gato fedorento é sem...
ah... a riqueza de descrever as coisas simples! go...
subscrever feeds
blogs SAPO